Blog > 2011

Quanto vale a minha empresa?

Ao contrário do que gostaríamos, não existe uma resposta definitiva ou uma maneira absolutamente precisa e objetiva de estimar o valor de uma empresa. No entanto, existem duas metodologias largamente aceitas que permitem estimar valor e conseqüentemente servem de base para um investimento, negociação de fusão ou aquisição, mas principalmente para a gestão do crescimento da sua empresa.

O Fluxo de Caixa Descontado busca estimar o valor presente de um ativo baseado nas expectativas de geração de caixa futura, enquanto a Avaliação Relativa estima o valor através da comparação com ativos com características similares precificados pelo mercado (ex. Empresas listadas em bolsa ou transações de fusão e aquisição).

Existem quatro variáveis básicas para o Fluxo de Caixa Descontado: i) a geração de caixa da empresa, ii) o crescimento esperado de tal geração de caixa, iii) o período no qual esse crescimento possa ser sustentado e iv) a taxa de risco.

A geração de caixa (Fluxo de Caixa Livre) deve ser calculada da seguinte maneira:

Complicado? Sim. Mas é importante que se você busque entender e calcular a sua geração de caixa. Para os autodidatas, o professor Damodaran é uma excelente fonte.

Essa geração de caixa é então projetada e descontada por uma taxa de risco apropriada. Embora existem maneiras empíricas de calcular tal taxa, pode-se dizer que uma startup tem uma taxa de risco entre 50% a 70%, uma empresa com alguma geração de receita (acima de R$1 milhão) entre 40% a 60%, uma empresa média (acima de R$5 milhões) entre 30% e 50% e uma grande empresa entre 15% a 30%.

Já a Avaliação Relativa requer que em primeiro lugar sejam identificados empresas comparáveis e então verificar como elas são precificadas pelo mercado. Por exemplo, se sua empresa é um mecanismo de busca, o Google seria uma empresa comparável. Na última sexta-feira, o Google era negociado a US$610,98 por ação, o que representava um múltiplo de receita (EV/Rev) de 5,60x e um múltiplo de EBITDA (EV/EBITDA) de 13,95x (fonte Yahoo Finance). Portanto, se sua empresa de mecanismo de busca tivesse uma receita liquida anual de R$2 milhões, bastaria multiplicar esse faturamento por 5,60x e voilà…sua empresa vale R$11,2 milhões.

Simples? Não. Esse foi um exemplo feito em papel de padaria.  Mas talvez o suficiente para dar uma idéia do conceito. Para ser um pouco mais preciso, é necessário equiparar os números sendo analisados para que estivessem na mesma base de comparação. Além do mais, a Avaliação Relativa está sujeita ao temperamento do mercado, o que torna-a bastante imprecisa em momentos de euforias ou de pessimismo generalizado.

Para startups e empresas que ainda não geram caixa o exercício torna-se ainda mais subjetivo. Mas é possível usar a Avaliação Relativa para buscar ao menos um ponto na curva.

Programas como o YCombinator e TechStars tem metodologias uniformes para investimentos. Eles investem US$20 mil para uma participação entre 6% a 10%, resultando em um valor de US$200 mil para empresas ainda em fase de conceito.

Enfim, o processo de avaliação é bastante subjetivo, mas muito relevante para empreendedores e investidores. E por isso deve ser tratado com bases nos fundamentos, esses imutáveis.

Quanto mais sólidas forem as hipóteses para o crescimento da sua geração de caixa e dos riscos envolvidos, mais fácil será a interlocução com investidores ou parceiros estratégicos. Saiba quais são seus fundamentos!

  • Pingback: Tweets that mention Quanto vale a minha empresa? -- Topsy.com

  • Pingback: What is the annual rate of return that investors expect from early-stage startups in Brazil? - Quora

  • http://www.uppna.com.br Deivide

    Olá Edson, obrigado pelo excelente post!!

    Por favor, poderia me confirmar como os investidores chegam a esta taxa de risco de 50% a 70% para startups. Isso pode ser considerado um padrão para o mercado brasileiro ou cada caso é um caso?

    Obrigado.

    • Edson Rigonatti

      Deivide,

      a taxa de risco depende muito do estagio da empres/projeto. Quanto mais cedo no ciclo, maior é a taxa de risco. Uma empresa listada em bolsa tem uma taxa de risco tipicamente de 15 a 20%. Empresas com mais de R$100MM de faturamento, entre 20 e 30%. Empresas entre R$10MM e R$100MM entre 30 e 40%, e assim por diante.

      Abraços e perdão pela demora!!!

  • Rafael

    Olá Edson,
    Ficou uma dúvida nesse ótimo post.
    Quando fala do seguinte item: ii) o crescimento esperado de tal geração de caixa,
    Por quanto tempo devo projetar esse crescimento? 5 anos?
    Posso usar o Fluxo de caixa descontado mesmo em um B.P.?
    Muito obrigado e continuo seguindo seus posts e palestras.

    Abraço

    • Edson Rigonatti

      Oi Salomão,
      normalmente projetamos 5 a 7 anos, divididos em períodos de altíssimo crescimento, crescimento acelerado, e crescimento estável. O mais importante do fluxo de caixa são as premissas que o sustenta. Essa é de longe a discussão mais interessante, e deve sir estar acomplada ao seu BP.
      Espero que ajude!
      abs

  • Pingback: » Valuation: saiba como determinar valor da sua startup UPPNA Blog

  • Henrique Goldstein

    Caro Professor:

    Primeiramente parabéns pelas suas respostas às pessoas com dúvidas ou desconhecimento. Sou uma delas. Gostaria, se possível, que o senhor me ajudasse a precificar uma empresa que só tem uma Patente do produto que pretende comercializar e necessita chamar um sócio para viabilizar financeiramente o negócio. O que digo a esse futuro sócio? Quanto a empresa vale? Quanto ele vai ter que aportar para ficar com um “x” porcentual? Enfim… são perguntas que fazem parte desta etapa minha, todavia, estou encontrando uma certa dificuldade em chegar lá. Se puder me dar uma “luz” eu ficarei muito agradecido. Se não der, também e obrigado do mesmo jeito. Abraços e bom final de semana.

    Henrique

    • Martino Bagini

      Obrigado pelo comentário Henrique. Infelizmente não podemos lhe fornecer uma fórmula absoluta de avaliar o seu negócio. Sugerimos que dê uma olhada nesta apresentação da Astella sobre os critérios fundamentais para avaliação (http://www.slideshare.net/Astellainvest/vale-o-quanto-pesa) e que pesquise o tema on-line. Conceitualmente, se pudesse, além da patente, ter um protótipo do que pretende comercializar, o valor aumentaria substancialmente.