Blog > 2016

Capítulo 41 – Syzygy Engineering

syzygy-l

Em 1968 Nolan Bushnell formou-se em engenharia elétrica pela Universidade de Utah, que tinha um departamento de computação gráfica com um dos poucos mainframes DEC existentes na época, no qual Nolan jogava incansavelmente Spacewar!, um dos primeiros e históricos jogos de computador.

Fissurado pelo jogo, Nolan e seu colega de classe Ted Dabney fundam a Syzygy Engineering para criar um clone do Spacewar chamado Computer Space, que foi um fracasso comercial. Como o nome da empresa já era usado por uma fábrica de velas local, eles decidem renomeá-la de Atari, uma expressão oriental equivalente a xeque-mate usada em jogos eletrônicos.

Em 1972 após brigas intensas com seu sócio, Nolan decide tirar Ted da empresa e com um investimento de US$50.000 de amigos e familiares a empresa lança em um bar da região o arcade Pong, que se tornou um estrondoso sucesso. Com o dinheiro das vendas, Nolan investe na criação de um computador de jogos para que as pessoas pudessem jogar Pong em casa. Com a ajuda de uma dupla de engenheiros – um tal de Steve Jobs e seu parceiro Steve Wozniak – e um acordo comercial com a Sears, Pong chega a milhares de lares no fim de 1975.

Precisando de capital para criar uma máquina de vendas, Nolan consegue captar recursos com Don Valentine, que após ter liderado com sucesso o departamento de marketing e vendas da Fairchild, fundara a Sequoia Capital: o fundo de venture capital que faria seu primeiro investimento na Atari.

Em meados de 1976, em meio ao desenvolvimento do Atari Video Computer System, mais tarde rebatizado de Atari 2600 (um dos consoles mais bem sucedidos da história), Nolan e Don Valentine, por perceberem que seria muito caro montar um canal para distribuir o novo produto por todo o território americano, decidem vender a empresa para a Warner Communications por US$28 milhões.

Muitas vezes, por mais talentosa que seja a equipe, e por melhor que seja o produto, escalar as vendas e criar uma grande organização não é economicamente possível. Cada etapa da jornada requer uma proporção adequada de tração, estrutura organizacional e capitalização. Quando não conseguimos orquestrar para que esses elementos se ajustem para a próxima etapa da jornada, a melhor estratégia é fazer como o leão da montanha e sair pela esquerda.

Exit, stage left!

Save

  • Priscila Molina

    Excelente!